Tipos de Cerveja
Cerveja preta, uma cerveja com personalidade

Entre os inúmeros estilos de cerveja que são produzidos atualmente em todo o mundo, as cervejas pretas são consideradas pelos apreciadores como algumas das mais saborosas. De aromas intensos e cor forte, esta cerveja é, sem dúvida, uma cerveja com personalidade. Quando foi a última vez que provaste uma cerveja preta?

Talvez a cerveja preta não seja a tua primeira escolha. Possivelmente, consideras este estilo de cerveja pesado e com um grau desmotivador de amargor. Então, está na hora de ficares a saber mais sobre esta bebida que tanto tem mudado ao longo dos anos e que apresenta uma enorme diversidade de sabores, aromas e teor alcoólico. Sabias que nem todas são amargas?

curiosidades sobre a cerveja preta

1. A cerveja preta é mais alcoólica?

Ao contrário do que poderíamos pensar, não há correlação entre a coloração clara ou escura das cervejas e o seu maior ou menor teor alcoólico. Muitas cervejas claras têm maior teor alcoólico do que as escuras. A cor da cerveja é definida principalmente pelo processo de torrefação do malte utilizado na sua produção. É a partir da variação de temperatura e da intensidade de secagem e torrefação dos grãos de cereais que se obtêm cervejas de coloração diferente: quanto mais torrado for o malte, mais escura resultará a cerveja. Por outro lado, há centenas de tipos de malte, que diferem uns dos outros também pela cor, desde os mais pálidos aos mais dourados, avermelhados, acastanhados e negros.

sabias que

Existe um aparelho chamado espectrofotómetro que permite quantificar a cor da cerveja e que deu a origem a duas escalas, a inglesa EBC (European Brewing Convention) e a americana SRM (Standard Reference Method).

2. Quais são os estilos de cerveja preta?

São inúmeras as variedades de cerveja preta, pelo que será mais fácil se as distinguirmos por 'famílias', embora seja relevante referir que todas elas apresentam vários sub-estilos. Alguns dos principais são:

Porter: O nome está ligado à sua origem, no início do século XVIII, por ter sido produzida para os trabalhadores que transportavam cargas nos portos britânicos, conhecidos como porters. É uma cerveja escura, quase preta, de sabor forte e um pouco amargo. Geralmente tem um teor alcoólico entre os 4% e os 7% e apresenta sabores que lembram o chocolate e o café.

Stout: A Stout surgiu como uma maneira de contornar os impostos que eram cobrados sobre o malte de cevada, em Inglaterra, no século XIX, passando a produzir-se cerveja a partir de cevada não maltada torrada. É uma cerveja semelhante à Porter e tem com ela uma relação histórica tão forte que se diz que já foram a mesma coisa. A Stout pode apresentar maior teor alcoólico, notas de cacau ou chocolate no aroma e uma textura mais cremosa.

Schwarzbier: Em alemão significa "cerveja preta". É uma cerveja encorpada, com uma coloração opaca e escura e um sabor adocicado, ainda que amargo, com aromas de malte torrado, café ou chocolate preto. Esta cerveja, pelas suas características, quebra um pouco a ideia de que as cervejas pretas são pesadas e amargas. Ao contrário de outras cervejas escuras, como as Porter ou as Stout, as Schwarzbier não são tão amargas e tornam-se bastante refrescantes e leves, embora conservem profundidade de cor e de sabor.

Dunkel: É uma cerveja originária de Munique, na Alemanha. A sua coloração pode ir do tom cobre ao castanho escuro. Tem um aroma adocicado, mas não frutado, com notas de chocolate e caramelo e com espuma cremosa. Algumas cervejas Dunkel não são filtradas e, por isso, o seu sabor assemelha-se ao do pão.

De acordo com investigações feitas na Universidade de Wisconsin nos Estados Unidos, e referidas no Useless Daily, a cerveja Stout possui mais antioxidantes do que as outras Lagers, o que resulta das elevadas temperaturas alcançadas no processo de torrefação.

3. SABES COMO HARMONIZAR A CERVEJA PRETA COM COMIDA?

A cerveja preta é tão versátil que combina bem com lanches e petiscos, com pratos principais ou sobremesas. Harmoniza com pratos simples e com pratos elaborados. A questão está em saber escolher a melhor cerveja para harmonizar com cada prato. Para isso, é importante identificar o elemento de sabor e aroma mais intenso do prato e combinar a cerveja com esse elemento. A escolha depende da intenção na harmonização: por exemplo, preferes que a cerveja corte sabores intensos ou que complemente a comida? Segue as nossas sugestões de harmonização:

Lombo de porco no forno caramelizado, com Super Bock Seleção 1927 Munich Dunkel: Pratos de sabor forte devem ser harmonizados com cervejas de sabor intenso criando uma relação de complementaridade que valoriza o prato.

Ostras ao vapor com molho de limão e manteiga, com Super Bock Stout: A cerveja ideal para harmonizar com ostras deve realçar a frescura do marisco e limpar o paladar do seu intenso sabor salgado.

Brigadeiros de chocolate café, com Super Bock Seleção 1927 Thames Porter: As cervejas pretas, feitas com malte torrado, apresentam sabores de torrefação, parecidos com o do café. Esta relação de semelhança faz com que esses sabores combinem muito bem com sobremesas de chocolate.

Para a próxima, já sabes, pede uma cerveja preta. Longe vão os tempos em que este tipo de cerveja era sinónimo de bebida amarga. Atreve-te. Reúne os amigos e façam uma prova de cervejas pretas.

descobre a Casa onde a Cerveja vive.
Vem conhecer a Super Bock Casa da Cerveja