Harmonizações
Cervejas ideais para… a Primavera

A cerveja sabe bem em qualquer altura do ano, mas é quase universal dizer que beber cerveja se torna mais convidativo quando o sol aparece e o tempo aquece. Esta é a nossa seleção para celebrar a entrada na primavera. 


Ninguém fica indiferente à chegada da primavera. É a recompensa merecida após meses de céu cinzento e a falta de horas passadas ao ar livre. Para quem gosta de cozinhar e saborear bons pratos, é uma altura de ouro, em que vemos desabrochar imensos sabores.


É tempo de aproveitarmos deliciosos espargos, ervilhas frescas crocantes, favas tenras e o agridoce dos rabanetes. A nova estação anuncia também a chegada de pêssegos suculentos e das famosas cerejas. As flores comestíveis abundam e tornam os pratos mais bonitos. Tudo coisas que deixam os palatos mais gulosos salivar e que devem ser aproveitadas enquanto é tempo.


E, para celebrar - ou para ajudar, caso sejas daqueles que sofre com as alergias típicas da época - damos-te a conhecer as cervejas que compõem na perfeição o cenário primaveril. São refrescantes, fáceis de beber, com o equilíbrio certo entre teor alcoólico e notas frutadas, às quais só fica a faltar o ar fresco e o brilho do Sol para serem degustadas na perfeição.

1. Kölsch

As cervejas de estilo Kölsch nasceram em Colónia, na Alemanha, uma cidade com uma grande história nas artes cervejeiras. A Kölsch tem raízes no século XVII, mas foi apenas antes da Segunda Guerra Mundial que o termo foi usado por uma cervejaria de Colónia, que definiu o perfil exato de uma Kölsch alemã: pálida, filtrada, de alta fermentação, com notas acentuadas de lúpulos e um teor alcoólico entre 3% e 5%. Tradicionalmente, deve ser servida num copo estreito e alto. 


Estas cervejas são feitas com uma levedura de alta fermentação, ao estilo ale, e fermentadas a temperaturas mais frias, como as lager. Devido à fermentação, os aromas de uma Kölsch são mais delicados e frutados e pouco maltados. Notas de maçã, pêra e cereja são muito comuns e por vezes há uma leve adstringência semelhante à do vinho branco. De corpo leve a médio e com alguma carbonatação, o travo final destas cervejas é fresco e revigorante, com pouca doçura.

Para acompanhar com...

Por serem limpas, frescas e equilibradas, aconselhamos que bebas uma Kölsch com pequenos petiscos fritos, bem ao estilo português: bolinhos de bacalhau, peixinhos da horta ou calamares. A carbonatação atenua o sabor da fritura e consegue uma harmonização mais equilibrada.


Se não és adepto de fritos, uma Kölsch também pode acompanhar umas saladinhas de potas ou lulas, bem temperadas com azeite, vinagre e alho cru. Uma tábua de queijos também é uma combinação excelente, com a cerveja a trabalhar na perfeição com o sal e a acidez de queijos mais fortes.

Image

Tipo de harmonização | Contraste

Esta harmonização acontece quando a bebida e os sabores do prato se movem em direções opostas. Por um lado, temos pequenos petiscos fritos, com um polme estaladiço e alguma gordura a deixar transparecer alguns sabores marinhos. Por outro, uma bebida com toques frutados, de alguma carbonatação e um final seco e limpo, ideal para limpar o palato e equilibrar sabores.

2. Hefeweizen

É um dos estilos mais conhecidos de cerveja alemã. O nome é uma junção das palavras alemãs ‘hefe’, que significa levedura, e ‘weizen’, que quer dizer trigo. A receita pede pelo menos 50% de trigo maltado. De cor clara, o aspeto de uma hefeweizen é ligeiramente turvo, devido à levedura residual, também responsável pelo aroma e sabor de assinatura desta cerveja: banana e cravinho. A presença do trigo dá-lhe um corpo mais robusto e sabores a pão.

 

Com um teor de álcool baixo a moderado, tem muito gás e é verdadeiramente refrescante, perfeita para ser degustada ao ar livre. Diz-se ser uma cerveja extremamente consensual, facilmente apreciada tanto pelos palatos menos treinados como pelos mais apurados.

Para acompanhar com...

As características de uma Hefeweizen tornam-na extremamente versátil para harmonizações com comida. As notas de sabor concedidas pela levedura são um bom complemento para saladas, sem se sobreporem à leveza do prato. Por outro lado, o corpo da cerveja também a faz conseguir suportar algo mais pesado. 


A primeira escolha para acompanhar uma Hefeweizen seria um hambúrguer bem guloso. A carne grelhada, o queijo derretido e, para quem aprecia, o bacon crocante combinam na perfeição com o perfil de sabores da cerveja. Para quem não aprecia carne, uns burritos ou tacos, com o feijão bem cremoso e apurado, funcionam igualmente bem. Uma salada de frutos do mar, com um molho mais denso à base de maionese ou algum queijo, também acolhem lindamente uma Hefeweizen.

Image

Tipo de harmonização | Complemento

Este é o tipo de harmonização que oferece algo novo ao prato. Neste caso, a Hefeweizen dá sabores mais frutados a um prato salgado e cheio de sabor, no caso de optar pelo hambúrguer ou burrito. Por ter muito gás, consegue suportar a gordura das carnes ou do queijo, bem como paladares mais fumados e quentes, vindos de especiarias ou da própria grelha.


Por outro lado, se optar pela salada, o corpo mais denso desta cerveja será o toque final de que precisa para enriquecer o prato.

3. Session IPA

O termo ‘session’ é uma abreviatura de ‘sessionability’. Quando uma cerveja é considerada session significa que é fácil de beber, sem nos sentirmos cheios ou alterados rapidamente, já que são leves e com um teor alcoólico geralmente inferior a 5%. Assim sendo, uma session IPA é mais leve do que uma IPA tradicional, que geralmente ronda os 6% a 8% de álcool. Conserva a intensidade do lúpulo e as características florais, cítricas e frutadas de uma IPA, mas bebe-se com mais facilidade - música para os ouvidos de qualquer amante de cerveja.


O termo teve origem nos tempos da Primeira Guerra Mundial, na Inglaterra. Os trabalhadores que construíam armas tinham direito a dois períodos, ou ‘sessions’, de pausa para beber. Para poderem estar entretidos durante mais tempo, era necessário que a cerveja fosse mais fraca, para garantir que depois conseguiam executar o trabalho corretamente. Surpreendentemente, a lei manteve-se até há não muito tempo atrás (1988), o que explica o facto de muitas cervejas session serem inglesas. 


A fórmula mágica é resultado de um processo bastante engenhoso, pois é difícil garantir um equilíbrio de sabor numa session IPA. Para fazer uma cerveja de baixo teor alcoólico, são utilizados menos maltes e grãos, correndo-se o risco de chegar a uma cerveja aguada e sensabor, com um exagerado protagonismo do lúpulo.


Portanto, o segredo é usar os maltes certos, para que haja a doçura e equilíbrio ideais, mantendo a leveza que se procura numa session. Quando o desafio é superado, o resultado é uma cerveja que brinda o palato com uma boa dose de sabor, que podemos beber mais à vontade, sem nos preocuparmos tanto com os efeitos colaterais mais pesados - tal como os trabalhadores das fábricas inglesas há uns bons anos atrás.

Para acompanhar com...

Sugerimos que combine uma session IPA com frutas e vegetais frescos, temperos avinagrados ou cítricos. Por exemplo, uma salada bem fresca com os primeiros tomates da estação ou com melão, melancia ou meloa. Bons vinagres ou vinagretes com sumo de laranja combinam muito bem com esta cerveja. Se não dispensa uma sobremesa, a primavera convida a doces mais frescos, como uma tarte de limão, ou um cheesecake de frutos vermelhos - e uma session IPA a rematar.

Image

Tipo de harmonização | Semelhança

Este é um tipo de harmonização em que a cerveja e o prato trabalham em equipa no mesmo sentido. Neste caso, as notas cítricas e frutadas características de uma session IPA são também evidentes nos pratos que as acompanham.

Informação Legal

Esta declaração de garantia de privacidade de dados aplica-se específica e exclusivamente ao serviço do Super Bock Group.

Para o Super Bock Group é importante que todos os utilizadores dos seus serviços e visitantes das suas páginas tenham garantida a confidencialidade dos seus dados.

O Super Bock Group garante que estas informações NÃO SERÃO utilizadas em nenhuma lista com fins promocionais via correio eletrónico ou telefónico, nem serão divulgadas a qualquer outra organização ou empresa. O Super Bock Group compromete-se a proteger a sua privacidade.

Sobre qualquer questão que tenha relativa a este compromisso, não hesite em contactar.

close

Image

BEM-VINDO À SUPER BOCK CASA DA CERVEJA

Declaras que tens mais de 18 anos?

SIM

NÃO

Para entrares no site, tens de ter mais de 18 anos.

Ao submeter estes dados, está a concordar com a Política de Privacidade e Política de Cookies do site Super Bock Casa da Cerveja.