Image
Tipos de Cerveja
Pilsner checa vs alemã: onde estão as diferenças?

É na atual fronteira checo-alemã que estão as raízes da Pilsner. Conhece a história por detrás do estilo de cerveja mais popular do mundo e quais as grandes diferenças entre a Pilsner checa e a sua congénere alemã.

Se fosse um quadro, era a Mona Lisa: simples e enigmática; se fosse uma escultura, seria David: bela e despida de ornamentos; se fosse um filme, Casablanca: clássico e nostálgico. E se fosse uma canção, a Pilsner seria Bohemian Rapsody dos Queen: harmoniosa, boémia e perfeita.


Ao lado destas quatro obras de arte, a Pilsner não destoa. É a cerveja mais reconhecida e consumida do mundo e não dá sinais de deixar o imponente trono de rainha das cervejas. Na Pilsner, tudo é equilibrado e bem estruturado: o corpo, a doçura, o amargor e a acidez. Representante-mor da excelência e mestria cervejeira boémio-prussiana, a Pilsner ainda é relativamente jovem: cerca de 180 anos, o que no calendário cervejeiro é quase nada. A verdade, porém, é que o seu aparecimento mudou a história da cerveja. Descobre, neste artigo, as origens deste estilo, as suas variações e como tudo começou com um desperdício de cerveja. Dizemos-te porquê nas próximas linhas. 


História


Em 1838, os habitantes de Pilsen, na atual República Checa, despejaram litros e litros de cerveja nas ruas da cidade. O motivo? Anos e anos de má cerveja, o resultado, provavelmente, da contaminação das leveduras de alta fermentação usadas na altura. Sem cerveja de qualidade para oferecer aos seus cidadãos, os líderes políticos e os empresários da cidade convidaram o mestre cervejeiro bávaro Josef Groll para produzir uma cerveja de raiz, que conciliasse a inovação que surgia em países com a Prússia e Inglaterra com as tradições locais. 


Se as expectativas já estavam altas, mais ficaram quando foi posta à disposição de Groll uma fábrica para experimentar, inovar e produzir cerveja de alta qualidade.  Usando maltes mais leves, fruto dos avanços tecnológicos ingleses, lúpulos Saaz de origem local, uma variedade da nova levedura de baixa fermentação – lager – e a água leve de Plzen, Groll lançou a primeira Pale Lager do mundo, a Pilsner Urquell, em outubro de 1842. Sem saber, o mestre alemão criou um estilo que viria a ser adorado em todo o planeta, regularmente imitado pelas marcas de cerveja e que se tornou um símbolo da inovação e tradição cervejeiras dos países da Europa Central.


Mas a história não acaba aqui. Em 1845, Josef Groll regressou a casa e levou a receita da sua cerveja. Leve, límpida e com uma espuma branca, cremosa e duradoura, a Pilsner teve sucesso imediato na (ainda) Prússia, em 1870. E apesar de estarmos apenas no século XIX, a novidade correu rapidamente pelo império Austro-Húngaro ou França, países nos quais a cerveja corria avidamente pelas gargantas.


Tendo como base a original checa, a Pilsner alemã ajustou-se aos recursos daquele país: água com alto teor de minerais e tipos diferentes de lúpulo. E apesar de ser já um sucesso de vendas, tornou-se verdadeiramente popular após a Segunda Guerra Mundial.

Image

Ingredientes


Cada país ou região tem a sua própria versão da Pilsner. No entanto, todas têm a mesma estrutura base: levedura lager, malte, lúpulo, água, que originam sabores limpos, um corpo equilibrado e um final nítido. 


Entre tantas Pilsner, a checa e a alemã destacam-se. A Pilsner checa tem um sabor refrescante, com um complexo maltado e amargo proveniente do lúpulo Saaz. Este perfil de lúpulo é baixo a médio e está bastante presente no aroma, com notas florais. É o lúpulo Saaz, também, que acrescenta um certo tom picante característico ao sabor desta cerveja. As Pilsner checas são ainda mais maltadas, que as alemãs com notas de biscoito, bolacha e pão. 


A versão alemã da Pilsner usa lúpulos deste país – German Hallertauer ou Tettanger – , sendo esta uma das diferenças entre as duas bebidas. O lúpulo dá à German Pils, como também é conhecida, um amargor mais vincado. Ao invés da Pilsner checa, os apreciadores de German Pils podem encontrar sabores cítricos e a mel neste estilo.


No copo


A Pilsner checa tem uma forte cor dourada. É uma cerveja transparente, nítida, com a espuma pura, branca, cremosa e duradoura. De realçar que o sucesso da Pilsner coincide com o boom da produção de artigos de vidro a custos baixos, entre os quais os copos. Deste modo, o impacto visual da Pilsner no copo contribuiu também para o sucesso do estilo de cerveja na Europa. 

A Pilsner alemã é uma cerveja limpa e cristalina, com um tom amarelado palha a dourado claro e uma espuma branca e cremosa, de longa duração. Algumas versões podem não ser filtradas, o que lhe dá uma aparência nebulosa.

Image

Aroma e sabor


No nariz, as notas de malte da Pilsner checa destacam o pão. O seu perfil é condimentado a picante, floral ou herbal, embora o equilíbrio entre o malte e o lúpulo possa ser variável. Na boca, um sabor maltado de pão é acompanhado pelo amargor e pelo sabor floral e ligeiramente picante. As notas de malte e lúpulo fazem-se notar, sendo que o malte pode ter uma ligeira impressão de caramelo. Com menos carbonatação que a congénere alemã, o final é longo e arredondado.

Já a Pilsner alemã apresenta aroma de lúpulo floral, mas também aromas de malte ricos e doces. A carbonatação é maior que na Pilsner checa, o que que lhe dá uma sensação de boca seca e mais leve. O amargor é persistente e culmina num final seco a médio seco e fresco. 


Álcool


A Pilsner é uma cerveja leve e refrescante. Assim, o teor alcoólico pode variar entre os 4,2 e os 5,8% da Pilsner checa e os 4,4 e os 5,2% da Pilsner alemã.


Harmonização


Tratando-se de cervejas tão semelhantes, ambas as Pilsner harmonizam com frango grelhado, marisco ou saladas. A ligeira acidez da Pilsner é refrescante e limpa os sabores grelhados. Por outro lado, a salada e as ervas realçam o lúpulo presente na cerveja.

RECOMENDADOS

Informação Legal

Esta declaração de garantia de privacidade de dados aplica-se específica e exclusivamente ao serviço do Super Bock Group.

Para o Super Bock Group é importante que todos os utilizadores dos seus serviços e visitantes das suas páginas tenham garantida a confidencialidade dos seus dados.

O Super Bock Group garante que estas informações NÃO SERÃO utilizadas em nenhuma lista com fins promocionais via correio eletrónico ou telefónico, nem serão divulgadas a qualquer outra organização ou empresa. O Super Bock Group compromete-se a proteger a sua privacidade.

Sobre qualquer questão que tenha relativa a este compromisso, não hesite em contactar.

close

Image

BEM-VINDO À SUPER BOCK CASA DA CERVEJA

Declaras que tens mais de 18 anos?

SIM

NÃO

Para entrares no site, tens de ter mais de 18 anos.

Ao submeter estes dados, está a concordar com a Política de Privacidade e Política de Cookies do site Super Bock Casa da Cerveja.