Harmonizações
Cervejas ideais para… brunch

Em dias sem relógio e horários a cumprir, um brunch é a refeição ideal. Junta o melhor de dois mundos, entre doces, salgados e alguma extravagância. Eis o que não pode faltar à mesa, sem esquecer as cervejas ideais para um brunch ainda mais delicioso.


Um meio caminho entre pequeno-almoço e almoço, assim é definido um brunch. Se para alguns ‘não é carne nem é peixe’, para outros é a conjugação perfeita - um ‘dois em um’, em que parece que quase tudo é permitido. Foi há relativamente pouco tempo que esta união entre ‘breakfast’ e ‘lunch’ entrou atrevidamente no léxico de todos. No entanto, foi já em 1895 a primeira vez que surgiu o termo, pela mão de um autor britânico, que sugeria o brunch como alternativa às pesadas refeições servidas ao domingo, depois da ida à igreja.


Defendia que o brunch era um momento sociável e animador, que apagava as preocupações da semana. Mais tarde, nos anos 30, o hábito parece ter-se enraizado entre as estrelas de Hollywood, levando-as a viajar quilómetros aos domingos, até um hotel que lhes oferecesse uma refeição matinal tardia, deliciosa e algo luxuosa, pontuada por leves cocktails, como bellinis ou mimosas.


Não faltam opções de brunchs deliciosos pela cidade mas, havendo tempo, nada se compara a uma versão caseira, onde podemos dar asas à criatividade e à gulodice sem que ninguém veja. E, para ser mais à nossa maneira, propomos que troques os cocktails pelas cervejas ideais para acompanhar com ovos, tostas, panquecas ou fatias douradas.

1. Tosta de abacate e ovo escalfado

Image

Tendências à parte, há que admitir que é inegável a popularidade desta combinação tão simples. Uma fatia de pão torrada, com o miolo fofo e uma crosta crocante, aprimorada com um creme macio de abacate e um ovo cozinhado na perfeição. A pimenta preta moída na hora para finalizar é obrigatória. Há poucas coisas tão simples e que funcionem tão bem. E é uma forma até bem nutritiva de começar um brunch, antes de partir para opções mais pecaminosas.

As melhores cervejas | Weissbier

Numa Weissbier, que faz parte da família das cervejas de trigo, cerca de 50% a 70% do malte usado na receita é malte de trigo (sendo o restante malte de cevada), o que lhe confere uma marcada cremosidade. No entanto, os sabores distintivos desta cerveja vêm sobretudo da levedura, sendo a banana e o cravinho nuances características numa Weiss.


A levedura é também responsável pela aparência turva desta cerveja, uma vez que a cerveja não é filtrada. É pouco amarga e extremamente refrescante, com o teor alcóolico a variar entre o baixo a moderado.

Tipo de harmonização | Semelhança

O trigo é denominador comum entre ambos os componentes da harmonização, mas também se encontram traços semelhantes entre o caráter algo frutado e condimentado da cerveja com o próprio abacate. Os sabores que este enaltece na cerveja ligam-se ao sabor do pão, enquanto o corpo da bebida combina com a cremosidade do abacate e ovo. A carbonatação limpa o palato e traz frescura.

2. Croissants com queijo-creme e salmão fumado

Image

Uma outra opção salgada, mas mais extravagante que a anterior: um croissant de recheio  bem equilibrado entre o salgado do salmão fumado e a frescura do queijo-creme. Se o croissant não o convence, experimente por cima de umas panquecas sem açúcar ou como recheio de um bagel. Umas rodelas de pepino e umas ervas frescas, como cebolinho ou endro, são o toque final perfeito.

As melhores cervejas | Gose

Para um prato mais irreverente, uma cerveja mais fora da caixa. Apesar de se apontar o seu nascimento para Goslar, na Alemanha, o seu fabrico cresceu em Leipzig, local com o qual é mais associada atualmente. Trata-se de uma cerveja essencialmente ácida dado o uso de lactobacillus - bactérias também presentes em cervejas do tipo wild ou sour – e com adição de sementes de coentro, mas o que mais a distingue é o facto de ser feita com água salgada.


Esta característica fá-la ser tão apreciada quanto controversa, mas é seguramente singular no mundo das cervejas. A presença do malte nota-se no ligeiro sabor a cereais ou a pão, e o lúpulo é pouco pronunciado, não sendo esta uma cerveja amarga. De corpo leve a moderado, tem uma boa carbonatação, que ajuda a limpar o palato.

Tipo de harmonização | Complemento

A salinidade do salmão fumado e da cerveja estão em harmonia, com reminiscências marinhas de uma agradável subtileza. Consegue ser muito refrescante e ao mesmo tempo alivia a gordura do peixe e do queijo, acrescentando ao prato notas herbais e cítricas, graças à presença dos coentros.

3. French Toast

Image

Em bom português, podemos chamar-lhe rabanada ou fatia dourada. Tal como em Portugal se começaram a fazer estes doces para não desperdiçar pão seco, o mesmo aconteceu noutros locais do mundo. Apesar de ter a palavra ‘french’ no nome, não é certo que esta doce iguaria seja de origem francesa. Na verdade, em França chamam-lhe ‘pain perdu’.


Uma simples fatia de pão já seco, embebida numa mistura de leite, ovos, açúcar - e canela, para quem gostar -, pode ainda ser aprimorada com os toppings da sua preferência. Experimente combinar ricotta com compota de frutos vermelhos ou uma colherada de crême fraiche com raspas de limão, para dar frescura ao prato. O final feliz de qualquer brunch.

As melhores cervejas | English-Style IPA

Terminamos o brunch com um prato vistoso, guloso e cheio de sabor, e a cerveja também tem de se saber igualar a esta presença. As IPA’s são um dos estilos mais famosos no mundo da cerveja artesanal, sendo a presença acentuada do lúpulo um dos grandes fatores de tal distinção. Não só os aromas do lúpulo, normalmente frutados e florais, são notórios, como também, e principalmente, o seu sabor e amargor o são.


E é essa característica que equilibra esta degustação, por oposição à doçura da french toast. A English-Style IPA, que inspirou a muito prezada American IPA, tem uma cor clara, um corpo moderado e é bem efervescente. Uma cerveja muito interessante no seu perfil de sabores, que com certeza desperta comentários à mesa.

Tipo de harmonização | Contraste

À doçura da sobremesa, à riqueza da mistura de ovos e leite e ao apimentado da canela, junta-se uma cerveja que joga na direção oposta, trazendo um amargor e uma carbonatação média a alta que equilibram a degustação, preparando o palato para mais uma doce garfada.

RECOMENDADOS

Informação Legal

Esta declaração de garantia de privacidade de dados aplica-se específica e exclusivamente ao serviço do Super Bock Group.

Para o Super Bock Group é importante que todos os utilizadores dos seus serviços e visitantes das suas páginas tenham garantida a confidencialidade dos seus dados.

O Super Bock Group garante que estas informações NÃO SERÃO utilizadas em nenhuma lista com fins promocionais via correio eletrónico ou telefónico, nem serão divulgadas a qualquer outra organização ou empresa. O Super Bock Group compromete-se a proteger a sua privacidade.

Sobre qualquer questão que tenha relativa a este compromisso, não hesite em contactar.

close

Image

BEM-VINDO À SUPER BOCK CASA DA CERVEJA

Declaras que tens mais de 18 anos?

SIM

NÃO

Para entrares no site, tens de ter mais de 18 anos.

Ao submeter estes dados, está a concordar com a Política de Privacidade e Política de Cookies do site Super Bock Casa da Cerveja.