Harmonizações
As cervejas ideais para a ceia de Natal

A época natalícia está cheia de sabores e tradições deliciosos, que merecem ser acompanhadas com uma bebida à altura. Seja com bacalhau ou peru, ou até à sobremesa, aqui ficam sugestões para que possas celebrar o Natal com família, amigos e uma boa cerveja.

Os paladares do Natal estão enraizados nas nossas memórias e sabe bem voltarmos a todos eles, ano após ano. Apesar de, regra geral, o vinho ser o eleito para acompanhar as refeições da Consoada e do dia de Natal, os apreciadores de cerveja também podem degustá-la à mesa, combinando-a na perfeição com os diferentes pratos.

Na verdade, há uma história antiga entre cerveja e Natal, que remonta aos anos 900 e aos vikings. Este povo celebrava o solstício de inverno, numa festa chamada de Jól, ou Yule em inglês, que começava a 21 de dezembro e durava 12 dias. Apesar de ser um período pré-cristão, esta festividade é vista como uma espécie de Natal dos vikings, e acredita-se que algumas das tradições que hoje conhecemos, como a árvore de natal, tenham sido iniciadas já nessa altura. Nesta celebração, era típico fazer-se uma cerveja caseira bem forte, para fazer jus ao rigoroso inverno. A prática alastrou-se pela Escandinávia e por outros países, como a Bélgica e Inglaterra. A produção comercial das chamadas cervejas de Natal acabaria por iniciar-se nos séculos XIX e, atualmente, são bem comuns e podem ser encontradas um pouco por todo o mundo. Normalmente, são condimentadas com especiarias, como canela e cravinho, ou casca de laranja.

Tal como cerveja e Natal parecem estar juntos há séculos, também há pratos bem nossos, como o bacalhau cozido, o peru assado e as rabanadas, que fazem parte da história das celebrações natalícias desde o século XVI. Por isso, combinar tradições e celebrações centenárias parece fazer sentido, ainda mais quando conseguimos casar tão bem os sabores.

1) Bacalhau cozido

Image

Há quem diga que bacalhau cozido só sabe bem na noite de Natal. A tradição de o comer na noite da Consoada começou nas casas mais pobres, já no século XVI, como forma de cumprir o jejum imposto pela Igreja. O bacalhau era mais acessível, tanto no preço, como por poder ser pescado meses antes e conservado até dezembro, altura em que o Inverno impedia a pesca mais frequente. Só nos séculos XIX e XX é que se tornou um prato mais prestigiado, enraizando-se como verdadeira tradição. Também só nessa altura se começou a acompanhá-lo com batatas - até lá, comia-se apenas com couves, legumes, pão e, por vezes, castanhas.

Preparação: Cozido

Principais ingredientes: Bacalhau, batata, ovos, couve, cenoura, azeite

As melhores cervejas | Pale Lager

As Pale Lager, quer sejam as da escola Alemã ou da escola Americana, são cervejas de cor clara, ligeiramente dourada, e de sabor leve e suave, com alguma frescura. Nunca chegam a ser muito encorpadas, apresentando um amargor ligeiro proveniente dos lúpulos nobres. Desta forma, as Pale Lager podem acompanhar pratos mais ricos e gordurosos, para um corte e uma limpeza no palato, ou podem fazer uma harmonização amena, ao lado de pratos mais suaves, como peixes delicados ou preparações menos pesadas, como é o caso do bacalhau cozido da noite de Natal.

Tipo de harmonização | Semelhança

É a forma de harmonização mais simples, mas nem por isso menos eficaz. O objetivo é que cerveja e prato se complementem entre si, levando o paladar no mesmo sentido e fazendo sobressair as características que ambos tenham em comum. Neste caso em concreto, destaca-se a subtileza do prato e da cerveja.

2) Peru assado recheado

Image

Contrariamente ao bacalhau, o peru assado foi uma tradição trazida até à mesa de Natal pela nobreza. Desde o século XVI que a ave, vinda da América, era usada como símbolo de ostentação em banquetes. No Natal, não era exceção, contudo só após a Missa do Galo. Depois da meia-noite, era altura de festejar o fim do jejum com carnes e doces.

Preparação: Assado

Principais ingredientes: Peru, limão, alho, colorau, azeite, pão, enchidos

As melhores cervejas | American Amber Ale

As American Amber Ale são cervejas de fermentação alta, e cujo nome vem, precisamente, da sua cor - um castanho avermelhado. Isto deve-se ao uso de malte tostado, que confere mais corpo à cerveja e lhe dá um toque mais caramelizado. O lúpulo, por sua vez, dá-lhe toques cítricos e frutados, balançando a doçura do malte. As Amber Ale são das cervejas mais consensuais para os apreciadores de cerveja.

Tipo de harmonização | Complemento

O objetivo de uma harmonização complementar é que a cerveja ofereça ao prato algo que o eleve. Neste caso, tanto o peru assado como a Amber Ale têm sabores caramelizados. Contudo, a cerveja também se distingue na boca com notas frutadas e ácidas, funcionando como uma excelente adição à textura mais seca do peru e aos paladares ricos característicos de um assado - sobretudo no caso de haver um recheio, que normalmente é feito com algum tipo de enchido.

3) Rabanada

Image

As rabanadas, ou fatias douradas, nem sempre foram uma sobremesa, mas antes um verdadeiro sustento. Eram dadas a mulheres após um parto, como alimento que lhes renovaria as forças. As rabanadas são associadas à época natalícia em vários relatos históricos, e os investigadores acreditam que talvez se deva ao facto do Natal ser uma quadra que celebra o nascimento. De resto, as rabanadas, a par de toda a restante doçaria típica do Natal e de outras festas religiosas, sempre foram um símbolo da alegria e da exuberância com que o povo as celebra.

Preparação: Fritas

Principais ingredientes: Pão, leite, ovos, açúcar, canela

As melhores cervejas | Stout

É raro acompanharmos um doce com uma cerveja. Associamos o final da refeição a um licor ou Porto, mas nada como inovar. Para acompanhar uma deliciosa rabanada, precisamos de uma cerveja que aguente a doçura e a fritura das rabanadas, e que ampare o travo a canela e a ovo. O ideal é acompanhar com uma Stout, um cerveja preta, geralmente com sabores torrados e amargos, a café ou chocolate negro. Tem uma carbonação alta e sabores sóbrios, equilibrando o palato nesta combinação. Para além disso, muitas Stout têm um teor alcoólico mais elevado, perfeitas para terminar a refeição e serem saboreadas demoradamente, especialmente em noites de inverno.

Tipo de harmonização | Contraste

Para uma harmonização por contraste, os perfis de sabor do prato e da bebida devem ser totalmente diferentes. A cerveja ajuda a limpar o palato, trazendo uma característica que não está presente no prato. A experiência é elevada por este jogo de oposições, numa harmonia bem complexa. Neste caso, a Stout dá-nos o amargor que não encontramos na rabanada.

RECOMENDADOS

Informação Legal

Esta declaração de garantia de privacidade de dados aplica-se específica e exclusivamente ao serviço do Super Bock Group.

Para o Super Bock Group é importante que todos os utilizadores dos seus serviços e visitantes das suas páginas tenham garantida a confidencialidade dos seus dados.

O Super Bock Group garante que estas informações NÃO SERÃO utilizadas em nenhuma lista com fins promocionais via correio eletrónico ou telefónico, nem serão divulgadas a qualquer outra organização ou empresa. O Super Bock Group compromete-se a proteger a sua privacidade.

Sobre qualquer questão que tenha relativa a este compromisso, não hesite em contactar.

close

Image

BEM-VINDO À SUPER BOCK CASA DA CERVEJA

Declaras que tens mais de 18 anos?

SIM

NÃO

Para entrares no site, tens de ter mais de 18 anos.

Ao submeter estes dados, está a concordar com a Política de Privacidade e Política de Cookies do site Super Bock Casa da Cerveja.